My Beauty My Wellness

Tratamento da Acne: As diferentes Opções Terapêuticas do Mercado!

Hoje vou falar um bocadinho das diferentes terapêuticas existentes para o tratamento da Acne. Não pretendo ser muito exaustiva, além disso, estes são tratamentos [excepto o peróxido de benzoílo] que têm obrigatoriamente de ser prescritos pelo médico.
No entanto, acho que para quem tem acne, pode ser uma forma de perceber o porquê de estarem a usar determinada substância.
O tratamento do acne é algo que deve ser visto com um dermatologista, pois tem de ser um tratamento individualizado e acompanhado e, muitas vezes, necessita de ajustes.
Portanto, para quem tem acne e acha que já experimentou de tudo e não tem tido resultados visíveis ao longo do processo, a solução é procurar um bom dermatologista.

Objetivos do tratamento

Quatro objetivos fundamentais são a base das diferentes terapêuticas utilizadas:

  1. corrigir a hiperqueratinização folicular
  2. reduzir a população bacteriana
  3. diminuir a produção de sebo
  4. eliminar a inflamação

Estas ações permitem, de um modo geral, controlar todos os tipo de acne e evitar as recaídas.

O processo de tratamento da acne deve ser iniciado numa fase precoce da doença para se evitar sequelas. Além disso, este tratamento é prolongado, e só a partir de 6 a 8 semanas é que se começam a ver resultados. Logo, é necessário ser paciente e não desistir logo.

Finalmente, dada a multiplicidade dos fatores envolvidos, tais como, a idade, sexo, forma da doença e grau de gravidade, o tratamento da acne deve ser individualizado. Na realidade, o sucesso de uma terapêutica num doente é, por vezes, o fracasso noutro, pelo que deve ser feita uma cuidadosa seleção do tratamento, e bem como dos cuidados complementares que vão desde a higiene até à maquilhagem correctora.

Tratamento Tópico

O tratamento tópico é fundamental em todos os doentes com acne, seja de forma isolada nos casos de acne leves a moderados ou como adjuvantes de terapêuticas sistémicas, nos casos mais graves. Nenhuma das diferentes substâncias activas anti-acneicas disponíveis cobre eficazmente todos os aspetos da fisiopatologia da acne, pelo que são frequentemente usadas em combinação.

Acne.

Retinóides tópicos

Os retinóides tópicos como a tretinoína, isotretinoína, adapaleno são usados como primeira linha terapêutica na acne leve a moderada. Devem ser usados logo no início e podem ser combinados com outros produtos para maximizar a eficácia clínica. Impedem a formação de microcomedões e consequente evolução para comedões maduros e até para lesões inflamatórias.
 A isotretinoína e a tretinoína têm  vários efeitos adversos, como irritação, intolerância solar e secura cutânea. O adapaleno, ainda que potencialmente irritante no início do tratamento, apresenta melhor perfil de tolerabilidade.
O uso de cremes bastante hidratantes e proteção solar é fundamental para quem usa retinóides.
Os retinóides usualmente fazem-se à noite.

Antibióticos tópicos

Os antibióticos atuam em dois dos fatores da acne, pois diminuem a colonização pelo Propionibacterium acnes e a inflamação.
A principal indicação dos antibióticos tópicos é a acne inflamatória ligeira, em que apesar de um lento início de ação são, em geral, bem tolerados. Devido ao facto de quando usados por longos períodos de tempo, levam à criação de estirpes resistentes aos antibióticos,   devem ser usados com contenção, e ser interrompidos assim que houver melhorias ou suspendidos ou substituídos, após 6 a 8 semanas de aplicação regular e não existirem resultados visíveis.
Os antibióticos tópicos disponíveis em Portugal são a clindamicina em gel e solução e a eritromicina em creme e solução, para além de associações com um retinóide ou com o peróxido de benzoílo.

Outros antimicrobianos

Outros antimicrobianos, não antibióticos, podem ser utilizados no tratamento tópico da acne.
O peróxido de benzoílo [Medicamento Não sujeito a Receita Médica] é um fármaco com eficácia e segurança extensamente documentadas e tem vindo a ser usado com crescente frequência na acne inflamatória ligeira a moderada. Contrariamente aos antibióticos, não está associado ao desenvolvimento de resistências bacterianas pelo que a sua eficácia é mantida ao longo do tempo. Em Portugal, o peróxido de benzoílo é comercializado isoladamente em gel e líquido cutâneo [Benzac] e em associação com o adapaleno, o que permite a cobertura de quase todos os fatores etiopatogénicos, ou com antibióticos pelo efeito sinérgico e pela prevenção do desenvolvimento de resistências microbianas.
Usualmente, o peróxido de benzoílo é feito à noite.

Tratamento sistémico

Nas situações mais graves de acne,  é recomendada a realização de um tratamento sistémico.
Os antibióticos orais estão indicados na acne inflamatória moderada a grave. Têm um início de ação mais rápido que os antibióticos tópicos e são igualmente bem tolerados.

Os retinóides orais cingem-se à isotretinoína que atua em todos os fatores fisiopatológicos da acne. A sua principal indicação é a acne nódulo-quística ou a acne moderada a grave que não responde ou recidiva logo após tratamento tópico e/ou com antibióticos sistémicos. Está também indicada na acne com tendência a evolução para cicatrizes. A terapêutica com isotretinoína é altamente eficaz, embora possa haver uma fase inicial de agravamento das lesões. Os efeitos secundários são frequentes, mas controláveis. O uso de protecção solar, de cremes que dêem conforto e de um bom reparador labial é fundamental. Usualmente, durante os meses de Verão a utilização da isotretinoína é suspendida, devido ao facto de ser fotosensibilizante.

A terapêutica hormonal, ou seja, a utilização de pílulas, que reduzam a atividade androgénica a nível da glândula sebácea e do folículo piloso, é muitas vezes usada em associação com outro tratamento em mulheres com acne.  As principais indicações para um tratamento hormonal na acne são: mulheres com agravamento pré-menstrual, mulheres com acne na idade adulta, com hirsutismo [crescimento excessivo de pêlos] e em mulheres com irregularidades do ciclo menstrual e jovens sexualmente ativas com acne inflamatória.

Tratamento de manutenção

Durante um tratamento anti-acneico eficaz, a formação de microcomedões é reduzida significativamente. No entanto, estes tendem a reaparecer após interrupção prolongada da terapêutica. Por esta razão, é recomendada a realização de tratamento de manutenção para prevenir o surgimento de recidivas. Os retinóides tópicos como a tretinoína, isotretinoína, adapaleno são os principais agentes indicados para este tratamento de manutenção, uma vez que inibem novas lesões retencionais.

Os peelings químicos e os produtos contendo ácidos azelaico, glicólico ou salicílico podem também ter utilidade na fase de manutenção, de modo a alisar o grão da pele e a uniformizar o tom de pele. Para quem ficou com cicatrizes, o laser é uma opção.

Para quem faz um tratamento anti-acneico, é fundamental perceber o tempo normalmente necessário para que sejam observados resultados significativos [geralmente 6 a 8 semanas]. Adicionalmente, é muito importante perceber que existe o risco da acne se agravar no início do tratamento, para que não considerem a terapêutica ineficaz e a abandonem.
Os tratamentos anti-acneicos, usualmente são muito eficazes, quando feitos correctamente. Portanto, se após algum tempo não melhorarem, falem com o vosso dermatologista, para serem reavaliados.  O acne tem cura e quando mais rapidamente for começado um tratamento melhor, de forma a evitar cicatrizes. Além disso, pelo impacto que tem na imagem,  e por levar a uma baixa auto-estima tem se ser valorizado e tratado o mais rapidamente possível!
Eu tive acne bastante severa na adolescência e só obtive resultados com isotretinoína oral, ou seja com terapêutica sistémica. Nada antes disso, resultou comigo.  Portanto, sei o que é fazer tudo direitinho e nada resultar. Sei a importância de ter um bom dermatologista, com um bom olho clínico, que perceba que é preciso  avançar para outro tipo de tratamento. Eu tive excelentes resultados com a isotretinoína e fiquei sem acne. Fiz uns peelings para melhorar o aspecto da pele e hoje ninguém ao olhar para a minha pele, diria que tive acne. Portanto,  não desistam de procurar o tratamento ideal,  que o acne tem solução!

Artigo Anterior Próximo Artigo

Também Poderá Gostar

11 Comentários

  • Responder Daniela Agosto 3, 2015 at 3:42 pm

    Boa tarde, Andreia. Acabei de descobrir o seu site e, desde já, fiquei fã. Sofro de acne desde a adolescencia e só com o Diane é que andou controlado. Quando suspendi o Diane, por vontade de engravidar, tive um surto de acne. Fiz vários tratamentos prescritos por vários dermatologistas, mas nenhum acabou com o meu problema. Acabei por não tentar engravidar por andar em tratamentos sucessivos. Hoje tenho 31 anos, e ando a colocar o epiduo desde março e notam-se algumas melhorias. No entanto as marcas são ainda muito evidentes. Por esse motivo, marquei um peeling para o final de agosto (vamos ver como corre). Recomenda-me alguma base com boa cobertura para camuflar as marcas? Uso da avene mas não é suficiente. E que creme hidratante matificante recomendaria? Obrigada. 🙂

    • Responder andreia Agosto 4, 2015 at 1:50 pm

      Olá Daniela! O seu dermatologista pediu-lhe análises hormonais? É que o facto de dizer que o acne só controlou com a Diane-35, pode indicar algum descontrolo hormonal e isso pode ser a causa do seu acne e a dificuldade que tem em controlá-lo.
      Vai correr bem, de certeza! Muita proteção solar e fazendo vários, vai notar uma grande melhoria! A base com melhor cobertura no mercado é a Vichy Dermablend. Existe em stick e em base fluida. É excelente e tem uma elevada cobertura. Aliás, a Daniela deu-me uma excelente ideia para um novo artigo!
      http://www.vichy.pt/Tez-pele/Base-correctora-16H-DERMABLEND/p5730.aspx

      Da minha experiência profissional, o matificante que os meus utentes mais gostam é o Effaclar Mat da La Roche-Posay. É um produto muito bom.

  • Responder Daniela Agosto 4, 2015 at 11:35 pm

    🙂 Obrigada, pelas suas dicas preciosas! Sem querer ser demasiado chata, tendo em conta a minha pele que protector facial recomendaria? Tenho usado o AKN da Bioderma 30 mas não me importaria se tivesse cor.

  • Responder Thais Cilli Março 12, 2016 at 5:18 am

    Olá! Gostaria de pedir uma ajuda. Não posso tomar isotretiroina nem anti concepcional. Tenho acne bem grave e já tenho 33 anos… O que você recomendaria? Bjus e parabéns pelo blog!!!!

    • Responder andreia Março 13, 2016 at 3:06 pm

      Obrigada Thais. Zinco em suplemento ajuda, reduzir o leite e os seus derivados e uma boa rotina de limpeza e de tratamento. Não sei que tipo de acne tem, nem sei o que já usou para lhe poder aconselhar alguns produtos.

      • Responder Thais Cilli Março 21, 2016 at 1:41 pm

        Obrigada pela resposta! Já usei clinoxyl, antibiótico, gel secante… Tudo melhora mas antes de melhorar complemente, volta tudo, mesmo se estivesse usando os produtos ainda. A maioria é scne pequena sem pus e algumas internas, gigantes, com pus por dentro… E estas são doloridas… Vou tentar o zinco, estou lavando de manhã e à noite com um sabonete p pele acneica, mas só o sabonete nao tá ajudando… Bjus!!!!!!!! E mais uma vez obrigada por tudo!!!!!!!!!!

  • Responder Nádia Ribeiro Abril 8, 2016 at 12:07 am

    Olá Andreia! Descobri por acaso o seu blog e estou a adorar, enquadra-se perfeitamente no tipo de artigos que procuro.

    Desde a adolescência me debato com o problema das borbulhas. Comecei cedo a tentar tratar da acne com produtos para o efeito mas, sem sucesso, tive que recorrer à isotretinoína. Num longo processo e alguns efeitos secundários tive resultados super positivos.

    Enquanto estava a fazer o tratamento fiquei com a pele limpa e sem borbulhas mas fiquei também com a pele mais sensível. Neste momento, já não tomo o medicamento à praticamente dois anos pois pretendo engravidar. No entanto, voltaram as borbulhas, de uma forma menos agressiva mas que sempre incomodam.

    Tive que adaptar novamente as minhas rotinas de rosto em relação aos cremes. O problema é que não me dou muito bem com cremes matificantes, ao mesmo tempo tenho a pele sensível e com a maquilhagem sinto que não me hidratam o suficiente. Então ainda estou à procura do que se adapte melhor à minha pele.
    Neste sentido, gostava muito de saber a sua opinião, no meu caso que creme hidratante me aconselharia?

    Muito obrigada! 🙂

    (P.s. peço desculpa pela extensão de texto)

    • Responder andreia Abril 25, 2016 at 3:27 pm

      Olá Nádia, eu escolheria um Endocare gel que é adequado a pele sensível e pele mista, e tem muitos antioxidantes.

  • Responder Ana Cardoso Abril 27, 2016 at 6:55 pm

    Andreia, tudo bem descobrir seu site , tentando descobrir algo sobre manchas e espinhas no rosto , tenho 38 anos e nunca tive problemas com espinhas na adolescência mas depois dos 33 tenho cravos espinhas e estou com meu rosto muito manchado e isso esta me deprimindo já fui a alguns dermatologistas mas não posso passar por alguns tratamentos com ácido pq sou negra e isso iria piorar segundo adermato o meu problema, Não sei mas o que fazer no momento estou utilizando tretinoina mas estou com a pele ressecada vi que isso é normal. Me ajude !!!
    Amaria receber o seu retorno.

    Ana Cardoso

    • Responder andreia Abril 28, 2016 at 4:39 pm

      Use um hidratante depois da tretinoína, Ana. Se fizer o tratamento por vários meses vai melhorar bastante do acne e das manchas.

    Deixar uma resposta

    Gostou do artigo?

    Subscreva a newsletter para estar a par das novidades!

    Obrigada e até breve!