My Mood

Viver em Macau: a minha experiência!

Para quem me segue no Instagram, já não é novidade, que eu estou a viver em Macau. Mas como muitas pessoas me têm perguntado sobre a minha experiência aqui, se estou a gostar, hoje é o dia de falar sobre isso!

Eu tive uma proposta profissional para vir trabalhar para Macau e decidi arriscar, experimentar. Como é óbvio, foi e é uma grande mudança. Mudar de emprego, mudar de casa, mudar de país, mudar de continente.  Segundo o que todos me dizem, Macau, no primeiro impacto, ou se adora, ou se detesta, não há meio termo. E eu, felizmente, estou a adorar!

Macau, além do cantonês, tem ainda o português como língua oficial. Por isso, os nomes da rua estão também em português, os autocarros mencionam as paragens em português e sempre que vamos a algum departamento oficial podemos pedir documentação em português. Só não podemos esperar é que falem connosco em português, porque isso não vai acontecer. 🙂 O português apesar de ser língua oficial, não é falado nas ruas, excepto pelos portugueses, alguns brasileiros que residem também aqui e macaenses. A maioria da população fala cantonês. Nem toda a população fala inglês, o que torna, por vezes, a comunicação muito difícil, ou quase impossível. Muito, mas muito engraçado, é quando falam comigo naturalmente em cantonês, sem pensar 2x que eu falo a língua. Muito engraçado mesmo! 🙂

Algo que facilitou imenso a minha adaptação aqui é o facto de existirem imensos produtos portugueses alimentares. É muito fácil encontrar no supermercado marcas portuguesas e como a maioria das vezes, cozinho em casa, não tive que alterar a minha alimentação. E isso torna a transição muito mais suave. Para além disso, adoro a comida cantonense, dim sum, e tenho tido oportunidade de conhecer melhor os diferentes tipos de cozinha asiática.

unnamed

Gosto muito dos prédios altos, das luzes que vejo à noite da minha janela no 20º andar, de passear pela cidade e entrar nas lojinhas, da iluminação dos hotéis e do frenesim nas ruas à noite. Gosto de passear nos shoppings, que aqui são dentro de hotéis e  quase que só têm marcas de luxo, como a Chanel, Dior, Prada, D&G, Hèrmes, etc. Gosto dos templos budistas e da mistura entre o novo e o antigo, o oriental e o ocidental, reminescente do facto de ter sido uma colónia portuguesa.

Namasté. after 10km hiking in Coloane, the beautiful Tin Hau Temple. Have a nice weekend! || depois de uma caminhada de 10 km em Coloane, sabe bem encontrar este bonito templo de Tin Hau. Bom fim‑de‑semana! #Coloane #trails #hiking #tinhautemple #Temple #Zen #Weekends #Namaste #buddhisttemple

[Vou dividir este tema e vou falar do que eu acho mais diferente, do que ando a fazer por aqui, etc,  mas para não tornar o assunto demasiado maçador, vou dividir o artigo em vários. Quem tiver perguntas, é só fazer, tenho muito gosto em responder!]

Artigo Anterior Próximo Artigo

Também Poderá Gostar

15 Comentários

  • Responder raquel machado Novembro 30, 2015 at 6:29 pm

    Que interessante Andréia; adoro conhecer sobre outras culturas.Gostei das fotos que postou.Estou curiosa para ler os próximos artigos.Obrigada.

  • Responder Carolina Dezembro 1, 2015 at 1:01 pm

    <3

  • Responder Paula Dezembro 3, 2015 at 12:30 pm

    Parabéns nessa nova aventura ! É suposto ser um contrato de quantos anos ai em Macau ?
    <3

  • Responder Ana Silvestre Dezembro 20, 2015 at 8:48 pm

    Posso ir pelo correio??

    • Responder andreia Dezembro 21, 2015 at 9:08 am

      Podes! <3

  • Responder sandra Junho 17, 2016 at 12:46 pm

    Boa tarde, eu e o meu namorado estamos a pensar no próximo ano irmos viver para Macau.
    Ele está a terminar o doutoramento em bioquímica.
    Tenho um filhote, não sei se será fáçil a adaptação ou não mas está na hora da nossa vida dar uma volta….como fazemos?
    Obrigado pela ajuda e boa sorte.

    • Responder Andreia Junho 22, 2016 at 2:13 am

      Olá Sandra,
      depende muito das pessoas, há quem se habitue facilmente, há quem demore mais tempo a habituar-se, há quem nunca se habitue. No entanto, da Ásia é o sítio mais fácil de ambientar e especialmente para nós portugueses! Boa sorte!

  • Responder Isa Setembro 30, 2016 at 8:58 am

    Bom dia Andreia 🙂
    Obrigada pelo texto antes de mais.
    Achas fácil arranjar emprego na área de massagens/terapias alternativas?

    Obrigada
    Isa Vinhas

    • Responder Andreia Outubro 3, 2016 at 4:29 pm

      Olá Isa,
      acho que nessa área só falando mesmo chinês. 🙁 Mas não tenho a certeza!

  • Responder Gisela segadaes Março 3, 2017 at 7:09 pm

    Olá Andreia,vi agora o seu blog e talvez possa ajudar aninha filha Carolina que foi para Macau no domingo passado estagiar através doações e não consegue arranjar um quarto.Peco desculpa a intromissão,mas como vive aí pode ter conhecimentos de procura que nós não estamos a conseguir.Agradeco muito se lhe puder facultar alguma ajuda na procura. Obrigada

    • Responder Andreia Março 6, 2017 at 3:39 pm

      Olá Gisela! Sinceramente, não sei!

  • Responder Cláudia Pedrosa Julho 28, 2017 at 9:56 pm

    Boa noite, sou professora do 1º ciclo (primária) e tive uma proposta de emprego para Macau. Gostaria de saber qual é em média o custo de vida em Macau (alojamento, transportes, alimentação, etc..) para ter algumas referências, pois a escola não dá ajudas de custo. Obrigada

    • Responder Andreia Julho 29, 2017 at 9:35 am

      Olá Cláudia,
      o principal custo é com a habitação. As rendas de casa são caras. O autocarro é muito barato, uma viagem custa à volta de 0.30€. Se comprar a comida no supermercado o preço é mais ou menos parecido. Os produtos importados são mais caros, claro. 🙂

  • Responder Duarte Setembro 25, 2017 at 10:40 pm

    Quando diz cara, falamos em k valores?
    O ordenado medio vai para que valires tambem?
    Consegue se inserir uma crianca de 3 classe nos estudos em macau facilmente?
    Obrigado

    • Responder Andreia Outubro 9, 2017 at 2:12 pm

      Olá Duarte,
      o salário depende muito da área. Em relação à habitação, a renda de um T2 custa no mínimo 1000€. Dá algum trabalho introduzir uma criança na escola, mas consegue-se. Há várias opções desde escolas com ensino em inglês, português e até chinês.

    Deixar uma resposta

    Gostou do artigo?

    Subscreva a newsletter para estar a par das novidades!

    Obrigada e até breve!