Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
My Mood My Wellness

A importância de tomarmos conta de nós.

Tantas vezes andamos demasiado ocupados com o mundo lá fora, que nos esquecemos de nós. Até que um dia, por coincidência ou não, tropeçamos em nós próprios. E, talvez, nesse momento, percebamos que a vida é para ser vivida no momento. Hoje, agora. E aí nos sintamos confortáveis na nossa pele. E que é este equilíbrio entre o interior e o exterior, que nos torna mais bonitos, mais confiantes. E por isso é tão importante tomarmos conta de nós.

  • Não há nada de errado em ter um ritual de beleza. Sempre que cuidamos de nós, do nosso corpo, estamos a melhorar a auto-estima, e isso, também faz bem à alma. E isso vê-se na pele. Por isso, usar uns minutinhos de manhã e à noite para cuidar de nós, tem efeitos que a maioria de nós não imagina. Se somos generosos com o mundo, temos também ser generosos connosco próprios. Não há melhor sítio para começar.
  • Não ignorar os sinais do nosso corpo. No meu caso, tenho de dormir mais e melhor, deixei de beber coca-cola porque fico com taquicardia e não é simpático deitar-me e sentir o coração a bater a um ritmo descontrolado. Não posso fazer exercício físico todos os dias e tenho de deixar o meu corpo descansar.
  • É necessário aprender a confiar na nossa intuição. Como diz uma amiga minha, todos nós temos um detective dentro de nós, que nos dá pistas e nos lança alertas. Só falta confiar, não é?
  • É fundamental não ter medo de sair da nossa zona de conforto. Crescer implica sair da nossa zona de conforto. No meu caso, esse crescimento teve muitas lágrimas e um luto e uma dor imensas. Mas existem pequenas coisas que nos fazem crescer todos os dias e é importante não ter medo de fazer diferente e arriscar.
  • É importante não nos levarmos demasiado a sério. Ter a capacidade de nos rirmos de nós próprios é fundamental. Aceitarmos as nossas neuroses e manias. E perceber que nem todas as pessoas vão gostar de nós e que isso não nos preocupa nem um bocadinho.
  • Aprender a viver no momento. Muitas vezes estamos tão preocupados com o futuro que nos esquecemos de viver o presente. E isso gera stress, ansiedade e não nos permite viver a vida ao máximo. Aprender a viver no agora, traz paz de espírito.
  • Ser equilibrado é fundamental. Há dias em que ando de saltos vertiginosos, outros de sabrinas. Há dias em que bebo um sumo verde ao pequeno almoço, outros dia em que bebo vinho ao jantar. Há dias em que quero silêncio, há dias que quero música. Há dias em que quero um pijama polar, há dias em que prefiro andar apenas em lingerie pela casa. E isto, para mim é equilíbrio.
  • É fundamental ser generoso, ser autêntico e não perder a capacidade de ser vulnerável. É também  fundamentar rodear-nos de pessoas que nos tornam ainda melhores e que nos desafiam. E ser, em vez de parecer.

[Texto para não ser demasiado levado a sério. Como tudo na vida.]

Artigo Anterior Próximo Artigo

Também Poderá Gostar

10 Comentários

  • Responder Paula Abril 5, 2016 at 10:52 pm

    Gostei muito! 🙂

  • Responder Sonia Silva Abril 5, 2016 at 11:17 pm

    Andreia, muito bem dito!
    Vamos em frente pois o tempo não pára e nós também não ?
    Beijinhos e já estou há espera da próxima dica ???

  • Responder aurora Abril 5, 2016 at 11:48 pm

    Bons conselhos. obrigado

  • Responder raquel machado Abril 5, 2016 at 11:54 pm

    Andrea querida que belo artigo! Você revela muita maturidade para sua idade. Mas sei que isso foi à custa de dor e lágrimas, como você mesma disse.A menção sobre o equilíbrio é fantástica! Temos que viver em harmonia com nossa própria natureza, que não é estática assim como o que nos circunda. Parabéns e um abraço carinhoso.?

    • Responder andreia Abril 6, 2016 at 3:47 pm

      Obrigada e um grande beijinho Raquel 🙂

  • Responder Vanessa Abril 6, 2016 at 12:11 am

    Gostei ?

  • Responder marta costa Abril 6, 2016 at 8:57 am

    Lindo texto. Concordo, embora as vezes não seja muito fácil gerir algumas coisas na nossa vida.
    Eu, que gosto de moda e beleza, já ouvi de pessoas próximas que dou demasiada importância à aparência e a ditas “futilidades”. Mas isso não me torna alguém menos válido, mas sim alguém mais confiante, porque quero cuidar de mim. Temos de aprender, que a nossa vida é nossa, e não o que os outros querem que ela seja 🙂

    Marta Costa

    • Responder andreia Abril 6, 2016 at 3:47 pm

      Exactamente, Marta! Beijinho 🙂

  • Responder Julieta Fernandes Abril 7, 2016 at 8:39 pm

    Dicas muito importantes que nos ajudam a ter qualidade fisica e emocional, à medida que os anos passam. Obrigada e um grande beijinho.

  • Responder Patrícia Tomás Abril 14, 2016 at 4:31 pm

    Gostei muito Andreia. Beijinho

  • Deixar uma resposta

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.